NOTÍCIAS

CORONEL 'FAMOSO' É PRESO NO DF APÓS CHEIRAR COCAÍNA SOBRE BÍBLIA E ABUSAR DE RAPAZ EM MOTEL, JOVEM DESCARREGOU A ARMA DO PM

Um jovem de 21 anos que estava na companhia do coronel da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) identificado como Edilson Martins da Silva, no Motel Fiesta, em Taguatinga Norte, acabou preso, suspeito de disparar tiros com a arma do oficial nas dependências do local.

De acordo com o registro policial, a pistola do coronel foi utilizada pelo jovem para efetuar diversos tiros no motel, até a arma ficar descarregada. As circunstâncias da ocorrência ainda não ficaram esclarecidas, mas ninguém ficou ferido.

Segundo informações recebidas pelo Copom da PMDF, e conforme apurou a coluna, quando policiais militares chegaram ao local, localizado às margens da BR-070, funcionários do estabelecimento confirmaram os disparos no interior do motel e afirmaram que havia um homem armado próximo ao portão.

Ao entrarem no local, os policiais detiveram o jovem, que entregou a pistola calibre .40 travada e sem munição no carregador.

O coronel é diretor de Apoio Logístico e Finanças, do Departamento de Logística e Finanças, do Comando-Geral da PMDF.

Em nota enviada ao Metrópoles, a PMDF comunicou que “será aberto processo apuratório para esclarecimento das circunstâncias do fato e que a corporação não coaduna com nenhum tipo de desvio de conduta de quaisquer de seus integrantes”.

Cocaina na Biblia

O jovem de 21 anos preso na companhia do coronel da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Edilson Martins da Silva, 47, no Motel Fiesta, em Taguatinga Norte, disse que o oficial usou cocaína em cima de uma bíblia. O caso é investigado pela Polícia Civil do DF (PCDF) como disparo de arma de fogo, dano, estupro e porte ilegal de arma.

A coluna apurou que o rapaz informou aos agentes da PCDF que Edilson lhe deu R$ 100 e mandou que ele comprasse cocaína e loló. Segundo o jovem, teriam sido R$ 70 de cocaína e R$ 30 de loló, o lança-perfume. Como

Eles teriam consumido a droga no local em que compraram. Neste momento, o jovem disse que o coronel fez uma carreira de cocaína sobre uma bíblia que estava no porta luvas do carro. O oficial foi autuado por estupro porque teria forçado relações sexuais. Por essa razão, o nome do rapaz será preservado nesta reportagem.

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também: