NOTÍCIAS

Biblioteca Pedagógica inova com "Festa da Leitura" em Limeira – Notícia de Limeira

Compartilhe

 A ideia é estreitar os laços com os alunos, por meio de visitas monitoradas e contação de histórias

 Imagine uma festa em uma biblioteca pública, em que o aniversariante é o livro e os convidados, os alunos da rede municipal de educação. Esse é o ponto de partida do projeto “Festa da Leitura”, que começou nesta segunda-feira (28), na Biblioteca Pedagógica (unidade mantida pela Prefeitura de Limeira).

 Segundo a coordenadora da biblioteca, Taciana Lefcadito Alvares, a ideia é estreitar os laços com os alunos, por meio de visitas monitoradas e contação de histórias. “Trata-se de um momento lúdico, de interação entre os estudantes e o universo da literatura”, afirmou.

 No início da tarde, crianças do Centro Infantil José Eduardo Voight Sampaio foram recebidas no local, onde participaram de uma atividade de “acolhimento” e conheceram as instalações. Muitas, segundo Taciana, nunca haviam entrado em uma biblioteca. “Queremos que as crianças se apropriem desse espaço público, que além de livros, oferece outros serviços, como acesso a computadores”, salientou.

 Na sequência, os alunos assistiram à sessão de contação da história “O problema do Clóvis”, da escritora Eva Furnari. A trama começa quando o revisor Clóvis recebe a tarefa de montar a história “O Príncipe Sapo”, dos irmãos Grimm. Porém, as páginas do livro chegam em branco.

 Narrada por Andreia de Carvalho, que é monitora da biblioteca, o livro ganhou vida. Para contar a história, ela retirou lentamente de um grande baú, elementos para compor o revisor Clóvis: camisa, gravata e chapéu. O baú também guardava outros “segredos”, uma princesa, um sapo, um castelo, que acabaram envolvendo os alunos – todos do ensino infantil. “Eles interagiram muito bem com a narrativa”, afirmou a monitora.

 Terminada a história, as crianças foram convidadas a conhecer a mesa do bolo, que estava repleta de elementos literários. E como é de praxe em festas de aniversário, cada uma recebeu uma lembrancinha, uma pequena caixa de papel cartão com “dedoches” de sapo, lobo mau, bruxa, princesa, príncipe, rei e um castelo. “Elas poderão pintar esses personagens e usá-los para criar seus próprios contos”, mencionou Taciana.

 Segundo Taciana, a partir do terceiro ano, os estudantes entrarão em contato com uma história mais adequada à faixa etária de 8 a 11 anos. Trata-se do conto milenar, de origem oriental, intitulado “O pote vazio”, da autora Demi. Ela afirmou, ainda, que a agenda para novas visitas já está lotada até o fim do ano, até lá, a previsão é receber aproximadamente 2.170 alunos. “Fiquei surpresa com a adesão das escolas a esse projeto. Isso mostra o quanto a leitura é importante para o desenvolvimento da criança”, frisou. (Da redação portal Notícia de Limeira)

Compartilhe

Comentários

comentários