NOTÍCIAS

O papel da educação ambiental no contexto da escassez hídrica – Notícia de Limeira

Compartilhe

 Nascentes secaram, clima de deserto e racionamento são realidades pelo interior

 No contexto do Dia Mundial da Água compartilho com vocês um tema que vem cada vez mais ocupando espaço na agenda do mandato: a estiagem no interior paulista. Esta pauta tem se revelado uma absoluta prioridade. Há risco de desabastecimento em nossas cidades. Nascentes secaram, clima de deserto e racionamento são realidades pelo interior (Rio Preto, Ibirá, Araçatuba). Limeira não é uma bolha; está na rota desse problema também. Com a força do mandato em Brasília, estou pronto para ajudar. Não só com recursos, mas com projetos.

 Cordeirópolis é um exemplo de um trabalho que deu resultado em médio e longo prazo. A construção da represa de Santa Marina está em curso. A barragem vai assegurar água nas torneiras das famílias da nossa comunidade. Assim como dar segurança para atividade econômica local seguir em frente. O investimento total é de R$ 25 milhões por meio da Caixa e no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

 Iracemápolis enfrenta problemas de falhas de abastecimento há duas décadas. A conta estourou agora. Junto com a prefeita Nelita Michel estou buscando soluções definitivas. Conversas intensas no governo estadual e no governo federal já estão em andamento. Tenham certeza: Nós vamos resolver este impasse este ano. Já fiz em Cordeirópolis e vou fazer em Iracemápolis. É urgente que autoridades de Limeira iniciem um ciclo de debates sobre o tema.

 Estou pronto para ajudar. Repito: não só com recursos, mas com projetos. O papel da educação ambiental no contexto da escassez hídrica é o caminho no presente para que o futuro da nossa comunidade não seja comprometido. Ter força política em Brasília é fundamental para enfrentarmos essa crise.

 Contem comigo! Deputado Federal Miguel Lombardi. (Da redação portal Notícia de Limeira)

Compartilhe

Comentários

comentários