NOTÍCIAS

Prefeitura de Limeira apresenta balanço da pandemia à Comissão de Saúde – Notícia de Limeira

Compartilhe

 Vereadores receberam dados sobre cenário epidemiológico, custos e atendimentos

 49.217 contaminações, 1.197 óbitos, 499.610 mil aplicações de vacina, R$ 91,7 milhões em custos com pessoal e insumos. Esses são alguns números da pandemia de covid-19 em Limeira apresentados pela Prefeitura à Comissão de Saúde, Lazer, Esporte e Turismo. As informações se referem ao período de 2020 e 2021 e foram divulgadas na reunião do colegiado nesta quinta-feira, 2 de dezembro.

 O diálogo foi promovido pelos membros da Comissão, Everton Ferreira (PSD), presidente; Lu Bogo (PL), vice-presidente; e Marco Xavier (Cidadania), secretário. A convite dos vereadores, o responsável pela pasta da saúde, Vitor Santos, avaliou o cenário pandêmico.

 O secretário Municipal classificou como uma guerra biológica os desafios enfrentados pela humanidade desde que os primeiros casos da doença foram notificados oficialmente no mundo. Em relação à Limeira, mencionou particularmente o esforço integrado da sociedade, dos profissionais de saúde e das instituições no combate à pandemia. “Nós temos mais de 1,3 mil profissionais de saúde. Durante a guerra, foi esse exército que atuou na linha de frente”, destacou.

 Vitor Santos enfatizou o número baixo de internações e a queda na quantidade de óbitos atualmente. No momento, segundo ele, o município colhe os resultados da vacinação. Mas fez um alerta: “A guerra não acabou, é preciso estar atento. Temos um inimigo mutável que pretende se perpetuar”, disse, em referência às variantes da covid-19, incluindo a Ômicron, que surgiu na África em outubro e já foi identificada em São Paulo este mês.

 Sobre a ameaça das variantes, o médico fez um contraponto: “Estamos mais preparados que no começo da pandemia”, tranquilizou. Também informou aos vereadores que a equipe da pasta se mantém atenta sobre a possibilidade de ampliar a estrutura de assistência aos pacientes de covid-19, caso seja necessário.

 Em seguida, os diretores da pasta Alexandre Ferrari (Vigilância em Saúde), Maria Fernanda Olívio Dionizio (Urgência e Emergência) e Hugo Nogueira Luz (Gestão Administrativa) contribuíram para o debate com o detalhamento dos dados. A íntegra da explanação está disponível no link.

 Cenário epidemiológico

 Desde o começo da pandemia de coronavírus, em 2020, a Prefeitura de Limeira notificou 49.217 contaminações. No levantamento apresentado por Alexandre Ferrari, os maiores percentuais de contaminação abrangem a população com idade entre 21 e 40 anos (41,3%) e 41 a 60 anos (35,3%). Em relação aos óbitos, foram 1.197 registros, dos quais 59,57% correspondem a pessoas com idade superior a 61 anos.

 O diretor de Vigilância em Saúde detalhou ainda a expansão da vacinação. Considerando 260.783 habitantes (população estimada com 12 anos ou mais), o município vacinou 95,42% da população com a dose (D1), 85,46% com a segunda dose (D2). O total de aplicações, somando as vacinas de dose única, doses adicionais, além das doses um e dois, é 499.610.

 Internações e atendimentos

 O número de internações na Unidade de Referência Coronavírus (URC), entre abril de 2020 e setembro de 2021, chegou a 2.802, de acordo com a diretora de Urgência e Emergência, Maria Fernanda. O maior pico no ano passado ocorreu em julho (200). Em 2021, maio (268) e junho (301) representam os meses com mais entradas de pacientes tanto em enfermaria como em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

 Outra informação fornecida pela diretora foi a relação entre altas (67%), óbitos (28%) e transferências (5%) dos pacientes internados no período.

 Acerca de atendimentos, o Hospital Humanitária realizou 58.859 e o Ambulatório Referência de Combate ao Coronavírus (ARC) 97.557.

 Custos

 Por fim, a Secretaria Municipal de Saúde prestou contas sobre os custos durante a pandemia. Entre abril do ano passado e setembro de 2021, foram investidos R$ 91.751.163,79. Desse montante, R$ 45.925.586,43 se refere ao custeio de pessoal e encargos e R$ 45.825.577,36 a insumos e demais despesas. Esses números foram disponibilizados pelo diretor de Gestão Administrativa, Hugo Luz.

 Ele descreveu que, além de profissionais administrativos, o município chegou a contar com 1 mil profissionais de saúde atuando na linha de enfrentamento da pandemia de covid-19.

 Conforme o diretor, houve também investimento em obras (R$ 1 milhão) e em aquisição de equipamentos (R$ 1,8 milhão).

 Comissão

 O presidente do colegiado, Everton Ferreira, agradeceu à equipe de saúde da Prefeitura pela presença na Câmara. O vereador Marco Xavier citou que fiscalizar e cobrar a apresentação de dados é importante para garantir a transparência.

 A Comissão se reúne ordinariamente às quintas-feiras, a partir das 8h30. É papel dos membros que a compõem emitir pareceres, apurar denúncias e fiscalizar ações que tratem do Sistema Único de Saúde (SUS) e seguridade social, vigilância sanitária, epidemiológica e nutricional; segurança e saúde do trabalhador e turismo, bem como de programas esportivos, recreativos e de lazer voltados à cidade de Limeira. O resultado das deliberações desta semana consta em ata. (Da redação portal Notícia de Limeira)

Compartilhe

Comentários

comentários